APAIXONADA ANITTA FAZ TUDO PRA FICAR JUNTINHO DO SEU NOVO AMOR

ANIMALS
Anitta é apaixonada por seus cachorros e passou por um momento muito delicado, quando um deles ficou gravemente doente.

O pet em questão é Afonso: um simpático filhote da raça Schnauzer que fez a cantora se apaixonar, e chegou à casa da poderosa em dezembro de 2018.

Afonso fazia uns barulhos ofegantes sempre que alguém chegava perto, o que a princípio, não levantou suspeitas. “A gente achou que era charminho e tal, até que levamos no médico e ele ficou lá de vez”, disse ela em um desabafo feito no Instagram em fevereiro de 2019.

Afonso encontrou em Anitta um am amor incondicional. Ele recentemente passou por uma cirurgia no coracao (Foto: Anitta Instagram)
Afonso encontrou em Anitta um am amor incondicional. Ele recentemente passou por uma cirurgia no coracao (Foto: Anitta Instagram)

Visivelmente deprimida, Anitta informou aos fãs que iria viajar, o que a estava deixando ainda mais preocupada. Felizmente, sua mãe faria o acompanhamento do cãozinho.

A cantora estava embarcando para Miami no dia seguinte, para cumprir uma extensa agenda de compromissos.
Ela apoveitou o momento para pedir energias positiva aos seus seguidores.

Na época, Afonso precisaria tomar medicações para realizar um procedimento cirúrgico, uma vez que ele já nasceu com a deficiencia cardíaca.

O desfecho do drama, contudo, teve um final feliz. O pet fez a cirurgia e está se recuperando muito bem.

Ele voltou a aparecer nas redes sociais da tutora famosa no começo de março. Em um vídeo publicado no Instagram, Anitta o apresenta ao surfista Gabriel Medina.

“Medina, hoje tem o Afonso, você quer beijar ele?”, pergunta Anitta. Gabriel então responde: “Hoje não, eu sou do Plínio”, relembrando uma lambida recebida pelo outro cachorrinho da amiga.

Fonte: Instagram
Fonte: Instagram

Além de Afonso, Anitta tem outros cinco cães: Tobias, Plínio, Alfredo, Serafim e Olavo.

Doenças cardíacas ou outras deficiências em cães nem sempre é fácil descobrir. No caso do cãozinho da Anitta, o comportamento ofegante foi o que chamou a atenção e salvou sua vida.

Porém, é importente atentar para outros possíveis sinais, como a tosse, que muitas vezes é confundida com engasgo e pode confundir os tutores.

Outros sintomas comuns são: cansaço, intolerância ao exercício, respiração laboriosa, inchaço das patas e do abdômen, língua arroxeada ou azulada, desmaios ou tonteiras, convulsões, distúrbios no crescimento em filhotes e na performance de cães atletas.

Vale lembrar que muitos distúrbios cardíacos evoluem de forma silenciosa, então é de extrema importância fazer exames de rotina nos animais, pricipalmente naqueles com idade superior a 6 anos.

Os exames mais comuns para detectar os problemas cardíacos são: o eletrocardiograma, o raio x de tórax e o ecodoppler cardiograma.

Cuidando da saúde do seu melhor amigo, ele terá uma vida longa e feliz.
Fonte: I.N.P.A Cardiologia